O PRIMEIRO
CRUZOCACILHEIRO

Ninguém tem futuro, se não tiver tido um passado.

Toda a experiência que vivemos, boa ou má, faz-nos crescer, venham elas…!
Hoje a Bibocas, foi atravessar o Tejo, e pela primeira vez ,em quatro anos de vida, num cacilheiro.
A aquisição do bilhete na gare, começou por ser uma novidade, normalmene para andar de carrro não compra ingresso.
O barco, esse sim, foi a grande maravilha, tudo era novo, as cordas, os grandes pneus, as varandas, e com especial alegria, todo o horizonte que alcançava, era espaço que classificava de uma forma ou de outra. Mas para grande espanto dos acompanhantes adultos, a ondulação que o movimento da embarcação produzia era a informação mais absorvida.

Descer e subir escadas com o barco em movimento, foi outra “ganda maluquice”.

Alguém disse: ” Se a felicidade for pouca, ao menos que seja intensa”, . Este pequeno passeio num simples cacilheiro, tornou a Bibocas, mais feliz, teve um conhecimento não intenso sobre barcos, mas foi, “coisa” nova.

Se a felicidade de uma criança, passar por estas pequenas coisas, então prometo que vou agarrar todas as oportunidades, para que seja INTENSAMENTE FELIZ.

Artigo anterior
Artigo seguinte
Deixe um comentário

2 comentários

  1. Recorrendo à badalada frase ‘uma imagem vale por mil palavras’, atrevo-me a dizer que quase bastava essa foto para mostrar a aventura que foi ir com a Bibocas ao Cacilheiro. A expressão de alegria de ambas as meninas não engana!A felicidade duma criança passa por tudo o que nós chamamos de ‘pequenas coisas’. Talvez porque elas são puras, inocentes, e dão valor às coisas mais básicas e importantes da vida. Tenho a certeza que este passeio proporcionou à Bibocas uma nova experiência mas, principalmente, proporcionou uma tarde passada da melhor maneira possível para uma Avó babada!No próximo também quero ir!BeijoZé

    Responder
  2. Que encanto de passeio…Como eu gostaria de ser avô duma Bibocas assim. Tens futuro como contadora de histórias para crianças. Já experimentaste essa faceta? Que tal começares a escrever contos assim bonitos, para um dia publicares? Tudo na vida tem um princípio e ás vezes uma desilusão ou tristeza, pode servir para modificar a nossa vida. Vamos tentar um novo dia?BeijoErnesto

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: