CRIANÇA

“Se há na terra um reino que nos seja familiar e ao mesmo tempo estranho, fechado nos seus limites e simultaneamente sem fronteiras, esse reino é o da infância.”

Eugénio de Andrade, in ‘Rosto Precário’

Artigo seguinte
Deixe um comentário

2 comentários

  1. Ao meu querer!Dias noites, estações esquecidasInventei sonhos para sonharLavei mágoas, dores perdidasUma árvore toca as águas da lagoaO nevoeiro faz desenhos nas cumeeirasUm Melro negro solta um pio ao acasoA palavra quero-te diz-se de mil maneirasConvido-te a ver a Cor da ClaridadeDoce beijo

    Responder
  2. Lindo!!!Jinhos

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: