Porque não desisto

Já quase tinha desistido, deste blog.
Não foi formatado para me dar a conhecer ao mundo. Até porque grãozinho que sou, despercebida gosto de circular por aí.
Raramente, mas muito por acaso, comento em blogs, até porque nada me reserva o direito ou obrigação de dizer se concordo ou não com o que escrevem. Todos somos livres! Daí que fomentar amizades ou o contrário na blogoesfera, não é nada que particularmente me alicie.
Gosto de amizade “olho no olho”, sentir o outro. E as palavras mentem, como todos sabemos.
Difícilmente invisto nestas experiências,até porque quase sempre que conheci alguém por aqui, tornou-se desilusão, porque as palavras são, um dos mais belos veículos da mentira, e nada, mas absolutamente nada me apela à agressão, aquela que explode por vezes à nossa revelia, deixando o outro magoado e nós mesmos perplexos.
Daí que a exigência de seguidores se torne nula.
Escrevo para mim. Vou rabiscando o que me apetece, e aquilo que outros escreveram e alguma coisa me diz.
Gosto do Sol e o seu calor, eu sinto na pele.
Esta coisa virtual, é fria e demasiado calculista,  apesar da elegância com que a maioria se delicia a deixar comentários por aqui e por ali e a contar seguidores.
Esse não é o fio condutor.
A linha, é ser verdade na mensagem.
Vou continuar, apesar das mágoas que este blog já me deu…

Artigo anterior
Artigo seguinte
Deixe um comentário

7 comentários

  1. penso igualmente. curioso. acho que devemos tirar partido de todos os casos por que já passámos e fortalecer o SELF e não dar livre transito aquilo que os egos ditam.concorda?também me passeio pouco…muito pouco mesmo mas de certo voltarei aqui; gostei muito.Mimi

    Responder
  2. Olá Eduarda! Gostei muito do seu espaço, no qual me identifico em alguns textos, tais como este, que retrata muito bem o mundo cruel em que se vive e que é de lamentar a falta de respeito pelo espaço e vida de cada um de nós; a amizade, oração pela familia, o amor é o amor, idosos, mãos, falsa polidez, entre outros.No pouco que a conheço, é muito agradável a simpatia , justeza e frontalidade que transmite nas suas palavras.Felicidades e Um beijoSão

    Responder
  3. Cara MimiNunca gostei de anonimato, mas paciência, é o jogo. No entanto obrigada pela visita.Tem toda a razão,quando diz que as mágoas nos fortalecem.Alguém um dia me disse que este blog era "…um veneno para a alma…" daí que nem seguidores conseguia ter.Ora esse, não é de todo o propósito deste blog, (como verifica nem barra de seguidores coloquei)todavia os que vierem serão bem vindos, desde que se limitem ao comentário sobre o tema em questão.Quanto ao ego, minha cara, esse é aquele que permitirmos que seja, e acredite pode ter imensas facetas, sem que obigatoriamente ofenda quem ou o que quer que seja.É perante o confronto, dos muitos que por aí circulam, que delineamos a nossa estratégia de vida.Um abraço

    Responder
  4. SãoGostei que aqui aparecesses, vamos falando por aí.Tu sabes que não são balelas, os posts que aqui coloco.Tem sempre a ver com estado de alma.Um beijo

    Responder
  5. Isa

     /  29/08/2010

    Eduarda, eu desisto, mas logo recomeço, tal e qual uma Fénix renascida das cinzas: saí-me bem com esta, não? Hihihi!Beijos de luz, para afastar as bruxas, loool!!!HihihiIsa

    Responder
  6. IsaLá que as há…há!Não se deixe intimidar, hão-de desistir.bj

    Responder
  7. Cara EduardaO anonimato serve-me porque não tenho blog. Nem se tal ficaria bem…Muito agradecidaMimi

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: