Lugar de todos

Elaborar correctamente a rivalidade natural, que se estabelece entre seres, é um dos pontos mais delicados e fundamentais na vida de todos nós.
É preciso entender que para assumir o nosso lugar no mundo, precisamos de pisar o terreno, que na realidade é de todos.
O lugar de uns, é, pelas próprias leis da natureza, o lugar de outros, e aqui reside a chamada “pressão do: acredito que sou melhor”.
Aproveitam-se as fraquezas dos demais. Tudo vale; insulto, manobras de desgaste mental, indução à religiosidade, etc. etc.
Mas a mentira tem perna curta ! E quando descobertos, quando a verdade começa a incomodar, e outros, demasiados outros, contrapõem o que julgámos faze-los acreditar a teia fica fininha, fácil de rebentar.
Também há outros, que fingem que acreditam na mentira, para esses, e para os que a praticam, fica bem claro, o sentido do embuste.
Aqui o perigo, são as rugas internas, as que não aparecem no espelho, e que de repente se descobrem fundas, não existindo plástica que as disfarce.

Artigo anterior
Artigo seguinte
Deixe um comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: