Perversos somos todos…

Delicadamente perversos, somos todos.

A criança, sobre quem as leis sociais incidem apenas parcialmente, e à qual, ainda muita coisa é permitida, relaciona-se com as suas amizades na base do “chapadão”. Se tiver alguma querela com alguma outra, avança logo com um pontapé na canela e resolve o problema. Mas a criança é um “pequeno-selvagem”.

Nós adultos, somos muito mais civilizados. Se estamos com raiva de alguém esperamos o melhor momento, para descarregar, fraterna e compreensivamente, e somente para o seu bem, dizendo que não concordamos com isto ou com aquilo, com esta ou com aquela atitude, serviço pelo qual seremos compensados na primeira oportunidade, reparando, por exemplo, naquele cheiro do cigarro, que nos esforçamos tanto por disfarçar.

A criança deixa somente uma marca na canela, que em curtas horas desaparece.

Nós gente civilizada, não deixamos marcas visíveis, mas abrimos pequenas e grandes feridas na alma, que custam muito mais a sarar.

Artigo anterior
Artigo seguinte
Deixe um comentário

1 Comentário

  1. Isa

     /  30/09/2010

    Ando a ver se renasço, tipo Fénix, e deixo as cicatrizes na pele velha…Beijo

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: