Sou nada e sou tanto!

Sou maior que as minhas dores,

 limitações, tristezas ou fraquezas.

Há uma dor que anestesia e confunde

E há a fé,

que me sustenta o peso

de ser tanto e nada ser! 

Artigo anterior
Artigo seguinte
Deixe um comentário

3 comentários

  1. Deolinda gonçalves

     /  30/04/2012

    Tu és alma. Tu és exigente. Tu és sorriso. Tu és tudo. És a diferença
    E eu que sou nada,e sou tanto, pelagiando o que escreves, quero estar sempre presente.
    Beijinhos
    Deolinda

    Responder
  2. António

     /  01/05/2012

    Magnífica paisagem! Bonito poema… parabéns. Abraço

    Responder
  3. Assim somos, amiga Eduarda.

    Não te desculpes pela ausência; tempo é coisa que também me escasseia e cada vez mais.
    Tenho estado a trabalhar especialmente para um aluno do 11º com o Inglês e um conto extenso e complicado.
    Acabo esse trabalho amanhã quando ele vier à tardinha à última explicação antes do teste e vamos rever a gramática.

    Um dia destes telefono-te.
    Beijo

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: